Sustentabilidade

Alinhada a boas práticas de sustentabilidade, a Companhia, no desempenho de suas atividades, visa mitigar seus impactos ambientais. A gestão ambiental da Companhia está relacionada não só à mensuração e ao gerenciamento dos resíduos sólidos gerados, mas também às normas para sua destinação de forma adequada, além da adequada e racional utilização de energia e água.

Os resíduos sólidos gerados pela Companhia são destinados de acordo com a legislação vigente, sendo observadas todas as normas relativas à sua correta destinação, transporte e descarte final.

Adicionalmente, a Companhia observa normas e procedimentos específicos presentes no Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (“PGRSS”), que define os procedimentos para coleta, transporte e destinação final de cada tipo de resíduo, com base na Resolução da Diretoria Colegiada da ANVISA – RDC nº 306, de 7 de dezembro de 2004 (“Resolução ANVISA – RDC nº 306/04”), na Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal n.º 12.305/2010), na Resolução CONAMA nº 358, de 29 de abril de 2005, bem como nas demais disposições das legislações federais, estaduais e municipais aplicáveis.

Os resíduos sólidos gerados são destinados segundo a classificação dos Resíduos de Serviços de Saúde (“RSS”), que consiste no agrupamento dos resíduos em função dos riscos potenciais à saúde pública e ao meio ambiente, de acordo com a legislação vigente.